domingo, 4 de abril de 2010

Fronteira, Território e Territorialidade

As fronteiras dividem povos, separam nações e distanciam culturas. Essas barreiras imaginárias já foram cenário de batalhas sangrentas, em que pessoas se digladiavam com um único objetivo de ampliar o domínio geográfico de seus países.
Daí a idéia de as fronteiras serem conhecidas como linhas vermelhas, E entrar no ter¬ritório alheio pode ser uma afronta.
Os conceitos de território e territorialidade, no sentido de espaço ou área definida e caracterizada por relações de poder, estão interligados. A noção de po¬der, domínio ou influência de vários agentes (políti¬cos, econômicos e sociais) no espaço geográfico expressa a territorialidade, daí a afirmação "entrar em território alheio" poder ser considerada uma afronta. O território é o espaço que sofre o domínio desses agentes, e à forma como eles moldaram a organização desse território chamamos territorialidade
As metrópoles mundiais, os organismos econô¬micos mundiais, como o Fundo Monetário Interna¬cional (FMI) e o Banco Internacional de Reconstru¬ção e Desenvolvimento (BIRD), grandes empresas transnacionais e até mesmo organizações criminosas exercem a territorialidade, ou domínio, em várias re¬giões do espaço geográfico.
Para compreender o que é um território, é pre¬ciso considerá-lo como produto do trabalho de uma sociedade, com toda a sua complexidade econômica e cultural. Uma determinada área, em qualquer pon¬to do espaço geográfico, pode ser definida por seu tipo de governo, sua cultura, seu sistema econômico e outros agentes que influenciam a sua organização e que a individualizam nesse espaço. Na política, o território é o espaço nacional controlado por um Estado - nação.
As fronteiras delimitam ou separam os lugares, os territórios e as paisagens e podem ter um signifi¬cado mais amplo do que simples linhas de separação entre países.

Principais tipos de fronteira

Fronteiras políticas

O espaço onde o Estado Nacional exerce sua soberania também é chamado território. Esses ter¬ritórios são separados por limites, que muitas vezes são acidentes naturais (rios, lagos, cadeias de mon¬tanhas). Algumas vezes, esses limites são apenas rua ou uma estrada. De qualquer forma, cons¬truídos pela natureza, ou não, esses limites foram es¬tabelecidos após séculos de um passado que envol¬veu guerras, acordos, conquistas e tratados.
Se, por um lado, as fronteiras são elementos de separação de povos e culturas, elas podem significar também uma aproximação entre nações vizinhas, quando essa separação territorial não implica disputas e rivalidades.
As fronteiras políticas podem ser:
-Fronteiras efetivas, que representam limites territoriais reconhecidos internacionalmente, como a fronteira entre Brasil e Uruguai.
-Fronteiras em litígio, onde existe um limite territorial de fato, sobre o qual não há acordo, ou que está sujeito a arbitragem, como ocorre com Vene¬zuela e Suriname.
Existem ainda as fronteiros indefinidos, onde não foram demarcados limites fixos entre os Estados; os limites mostram, apenas, áreas aproximadas de soberania, como, por exemplo, entre lêmen e Arábia Saudita.
Podemos representar essas fronteiras através da cartografia. A cada um desses territórios delimi¬tados chamamos países. Hoje, no planisfério políti¬co, temos 192 países. Eram apenas 82, em 1950. À medida que novos países são acrescentados no mapa-múndi, aumenta o número de disputas de fron¬teiras internacionais.

O ESTADO NAÇÃO

O Estado - nação é essencialmente formado de três elementos: 1) o território; 2) um povo; 3) a soberania.
A utilização do território pelo povo cria o espaço. As relações entre o povo e seu espaço e as relações entre os diversos territórios nacionais são reguladas pela função da soberania.
A ação das sociedades territoriais é condicionada no interior de um dado território: 1) pelo modo de produção dominante à escala internacional; 2} pelo sistema político; 3) pelos impactos dos modos de produção e dos momentos precedentes ao modo de produção atual."
O Estado é soberano no território delimitado pelas fronteiras, onde exerce seu poder a partir de uma cidade que abriga os órgãos governamentais, a capital.
Um Estado pode ter fronteiras internas, caso seja subdividido em partes menores, que podem ser departamentos (França), províncias (Argentina) ou estados (Brasil).
O conceito de nação envolve a existência de um povo organizado sob as leis do Estado. Os indivíduos que formam um povo são unidos por laços culturais comuns, como religião, língua, história, tradições e costumes. Encontramos, em alguns lugares, dois ou mais povos com características distintas, vivendo em um mesmo Estado. Essa situação desperta o senti¬mento de nacionalismo, isto é, o desejo de ter o seu próprio Estado-nação estabelecido em um território definido.

A dança das fronteiras políticas

As fronteiras entre os países alteraram-se radicalmente com o tempo e a história. Na última déca¬da, o Leste europeu tem sido muito afetado por mu¬danças de fronteiras políticas. Depois da queda do comunismo, o mapa da Europa do Leste mudou pro¬fundamente de fisionomia. Países ficaram indepen¬dentes, muitos se desmembraram ou juntaram-se.
A descolonização da África e da Ásia, após a Se¬gunda Guerra Mundial, modificou profundamente o traçado das fronteiras desses continentes. O planisfério ficou muito diferente, principalmente após as décadas de 1950 e 1960, depois que muitas colônias africanas e asiáticas conquistaram a sua indepen¬dência.
Na África, os limites dos novos países são, o re¬flexo das fronteiras coloniais. As metrópoles européias não levaram em conta a existência de tribos na¬tivas, de etnias e culturas diferentes e, não raro, ini¬migas irreconciliáveis, para delimitar esse traçado. As rivalidades tribais conduziram a sangrentos con¬flitos após a independência das colônias africanas.

Fronteiras econômicas e geopolíticas

Nem sempre as fronteiras separam Estados na¬cionais. Elas podem significar, também, limites de entidades supranacionais (União Européia, Mercosul, Nafta).
A era bipolar gerou o aparecimento de uma fronteira bem específica, que isolava o mundo capitalista do mundo socialista - a Cortina de Ferro.
A globalização também tem sua fronteira cria¬da pelas desigualdades sociais, econômicas e de acesso à tecnologia: a linha que divide o mundo rico (países do Norte) do mundo pobre (países do Sul).
As novas migrações (de países pobres para ri¬cos) criaram fronteiras político- econômicas, extre¬mamente vigiadas para impedir a passagem de imi¬grantes ilegais. As duas mais concorridas são as fronteiras México -Estados Unidos e Marrocos-Espanha.

Fronteiras naturais

Existem, ainda, fronteiras que separam os ecossistemas e são determinadas por elementos da natu¬reza. São as chamadas faixas de transição, que funcio¬nam como fronteiras entre ecossistemas diferentes. No Brasil, por exemplo, os ecossistemas amazônicos e da caatinga são separados pela Zona dos Cocais (Meio-Norte). Em escala global, os semi-desertos for¬mam uma fronteira natural ao longo dos desertos.

28 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. OBRIGADA ISSO SALVOU MEU TRABALHO DE AMANHA

    ResponderExcluir
  3. Obrigado ótima compilação de conteúdo

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito,vou tirar um 10 no meu trabalho...
    valeu as desenvolvedores desse cite!!!

    ResponderExcluir
  5. mt bom to estudando aqui, esses conteúdos e esse texto foi de grande ajuda. abrigado aos desenvolvedores do site.

    ResponderExcluir
  6. Salvou meu trabalho amanhã! Obrigado!

    ResponderExcluir
  7. Parabéns! Texto objetivo e de fácil entendimento, ajuda na construção de texto sobre o assunto.

    ResponderExcluir
  8. OBRIGADA ISSO SALVOU MEU TRABALHO DE AMANHA

    ResponderExcluir
  9. thanks salvou meu trabalho de quinta kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  10. Respostas
    1. boa sorte na prova depois de dois dia néh kkkkkk
      espero que tire uma boa nota

      Excluir
  11. mt obg ta me ajudando mt esse site bem que podia ter outros assim!!!:)

    ResponderExcluir
  12. Salvou o trabalho da minha irmã

    ResponderExcluir
  13. muito bem salvou sua mae que tava comendo um orangotango

    ResponderExcluir
  14. Vlw salvou meu trabalho hehe vou tirar 10!!! Thank you

    ResponderExcluir
  15. Oh nego... Qual a bibliografia pesquisada?
    Cê tem citações?

    Bração...

    ResponderExcluir
  16. Estudando para a prova de geografia este blog tem tudo que tem no meu livro de geografia deste ano...

    ResponderExcluir
  17. Me ajudou bastante,conseguir tirar muitas dúvidas!!Obrigado!!

    ResponderExcluir